sexta-feira , 19 janeiro 2018
Capa / /
19/01/2018
Maior pesque e solte do mundo
Sábado e Domingo dedicados ao esporte
Por: Marianna Marimon
festival de pesca crianças (640x419)

Infanto-juvenil – Arquivo

 

Às margens do Rio Paraguai, Cáceres recebe pessoas de todo o mundo para o Festival Internacional de Pesca (FIPe) 2016, que acontece até domingo (12), com shows nacionais, premiações, oficinas, apresentações, jogos e exposições.

“Da Emoção de Pescar e Soltar, Nasce o Amor em Preservar” é o tema deste ano, que invoca o cuidado com a natureza e o meio ambiente pela pesca esportiva.

Em sua 35ª edição comemorativa, o FIPe vem com um novo formato, com a terceirização dos shows nacionais. Hoje acontece o show de Humberto e Ronaldo, amanhã (11) Israel Novaes e para encerrar, sobe ao palco neste domingo (12), Claudia Leitte.

O Rio Paraguai é o cenário da maior competição de pesca embarcada em água doce do mundo, título conferido em 1992, quando passou a constar no Livro dos Recordes, pelo relevante número de participantes na competição embarcada motorizada e, através do Ranking Brasil, que em 2010 consagrou o FIPe como o maior em competição de canoa a remo.

Pesca de Canoa - Arquivo

Pesca de Canoa – Arquivo

Além das categorias já existentes no FIPe como infanto-juvenil, pesca em canoa/remo e pesca embarcada motorizada, uma nova categoria foi criada, a sênior. A novidade deste ano é uma ação para atender os idosos assistidos em programas sociais pela secretaria de Ação Social.

O sábado e o domingo são dedicados ao esporte, com as competições de pesca infantil e juvenil, pesca de canoa, pesca embarcada motorizada, além de outros esportes como ciclismo, caiaque, corrida de canoa artesanal e skate.

Os amantes da pesca, que se inscreveram, já concorrem automaticamente a um barco de alumínio de 6 metros, independente da classificação das equipes. E, aos que consagrarem-se vencedores, os prêmios vão desde um carro a R$ 100 mil em prêmios. Há ainda premiações de R$ 20 mil, motores e popa e barcos de alumínio.

 

show com Cláudia Leitte encerra a festa

 

claudia-leite-festival

 

A movimentação promete deixar toda a cidade à beira-rio para acompanhar as competições e, depois, os shows para o público cacerense, que espera ansiosamente iniciativas que contemplem o cenário cultural. Cáceres precisa de mais atrações, tem uma população jovem, estudantes da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) que precisam receber entretenimento e formação cultural, as oficinas promovidas pelo festival são um ponto forte para promover o debate sobre a consciência ambiental e de sustentabilidade.

Uma outra novidade que o festival reservou para esta edição foi o 1º Concurso de Fotografia Amadora com o tema: “Pôr-do-Sol no Rio Paraguai”. Interatividade do público em participar com fotos que podem ser feitas do celular, é só preciso um clique do olhar sensível.

Foram três finalistas de 61 imagens inscritas, sendo os classificados Darlan Brunel, Dheymis Douglas Ribeiro e Cassia Inês Lindote.

 

História

 

Em 1980, o FIPe foi criado por apaixonados pela pesca esportiva que queriam chamar a atenção para a necessidade de preservação do Rio Paraguai. Na primeira edição, foram apenas 42 participantes, todos homens. As mulheres só começaram a participar do festival em 1986, e de forma tímida, com apenas 1,5% do total de inscritos.

O sistema do pesque e solte foi adotado pelo FIPe em 1997, nas provas de pesca embarcada e infanto-juvenil. Em 1998, a preocupação também levou o festival a adotar anzóis sem farpas na prova de pesca infanto-juvenil.

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Publicidade