quinta-feira , 18 janeiro 2018
Capa / /
18/01/2018
Prefeitura explica atraso na elaboração dos projetos da ZPE
Por: assessoria vec
Vereador Café no Bule - Arquivo

Vereador Café no Bule – Arquivo

Café no Bule aperta e

prefeitura se vê 

obrigada a explicar o

porquê da morosidade

  

                Após insistentes cobranças feitas pelo vereador Edmilson Campos (Café no Bule) – líder do PSD no Legislativo Cacerense a administração do prefeito Francis Maris Cruz (PSDB) rompeu o silêncio e encaminhou à Câmara na sessão desta segunda-feira (18.07) explicações oficiais a respeito do atraso na conclusão dos projetos técnicos complementares que estão sob a responsabilidade da prefeitura para subsidiar o projeto de implantação da Zona de Processamento e Exportação de Cáceres por parte do Governo do Estado.

            “O nosso deputado doutor Leonardo é parceiro nº 1 da nossa ZPE. O Governo do Estado também é nosso parceiro. A Câmara de vereadores doou em setembro do ano passado R$ 200 mil do seu duodécimo para o pagamento desses projetos e até agora a administração do prefeito Francis não conseguiu concluir o trabalho. Incompetência tem limites” desabafa Café no Bule.

            De acordo com o ofício encaminhado à Câmara assinado pelo prefeito Francis Maris Cruz (PSDB) o responsável pela elaboração dos projetos é o arquiteto Gilberto Guimarães, o qual segundo o prefeito, não possui vínculo com a prefeitura. Todavia, na medida do possível, a municipalidade está contribuindo para a sua celeridade, tendo em vista o interesse do município na conclusão dos trabalhos.

            O arquiteto Gilberto Guimarães também prestou explicações ao legislativo, por conta, das insistentes cobranças do vereador Edmilson Campos (Café no Bule). Segundo o arquiteto o atraso na conclusão dos projetos técnicos complementares de acordo com as exigências do Governo do Estado através da Secretaria das Cidades (SECID) e da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA) se deve aos inúmeros trabalhos de levantamentos técnicos que ocorreram durante a execução dos referidos projetos que não estavam no planejamento inicial.

Pedro Taques assina implantação ZPE - Arquivo

Pedro Taques assina implantação ZPE – Arquivo

            Os dois pontos que colaboraram para o atraso na conclusão dos trabalhos são: Levantamento do Plani-altimétrico da área da ZPE até o Rio Paraguai solicitado pela SEMA pelo fato do município de Cáceres não ter rede de esgoto. A Segunda exigência é a elaboração do projeto de sistema de proteção de Descargas Atmosféricas por causa da alteração do projeto de reservatório de água que não incluía a nova caixa d’água metálica após o projeto já ter sido aprovado pelo Corpo de Bombeiros.

            Ainda de acordo com as explicações, até a presente data todos os projetos já foram encaminhados a Secretaria das Cidades e os mesmos já se encontram em processo de aprovação. O que ainda está pendente de análise é a planilha de custos, que também já foi entregue, mas que por conta da greve dos servidores do estado, ainda não começou a ser analisada.

            “Água mole em pedra dura tanto bate até que fura. Vou continuar cobrando até que essa novela que já dura 20 anos se torne realidade em Cáceres, pois a ZPE significa a geração de empregos, principalmente para os nossos jovens. O mais difícil era o dinheiro para a prefeitura pagar pela elaboração dos projetos. A Câmara, com apoio dos 11 vereadores, resolveu esse problema. Agora é tirar o pé do chão e finalizar esses projetos” concluiu Café no Bule.

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Publicidade