sexta-feira , 19 janeiro 2018
Capa / /
19/01/2018
Vereador Félix diz que Prefeito Francis se transformou em Curandeiro
Por: Assessoria vec

PMSB

Por 9 votos a 2 Executivo “patrola” oposição e aprova Plano Municipal de Saneamento Básico

 

                A Câmara Municipal aprovou na sessão desta segunda-feira (11.07) por 9 votos a favor e 2 contra o Projeto de Lei nº 09 de 21 de março de 2016 que institui no município de Cáceres o Plano Municipal de Saneamento Básico e cria o Fundo Municipal de Saneamento Básico.

            A surpresa ficou por conta do voto do vereador Tarcísio Carlos Paulino (PSB) considerado oposição ao modelo de gestão do prefeito Francis Maris Cruz (PSDB) que votou acompanhando a base governista em apoio a proposta apresentada pelo Executivo.

              Ao justificar o seu voto contra o projeto, o vereador Edmilson Campos (Café no Bule) – PSD disse que a aprovação da matéria conforme o interesse da administração do prefeito Francis irá representar o aumento da tarifa d’água de 170% conforme apontamento feito pelo estudo técnico elaborado pela UFMT – Universidade Federal de Mato Grosso.

            “Além do aumento da tarifa o que precisa ficar claro é que o grande objetivo dessa administração é ter acesso a financiamentos junto ao Governo Federal o que irá culminar com o aumento das tarifas e taxas já que esses financiamentos serão pagos pelos consumidores” alertou Café no Bule.

            Para o vereador Félix Alvares (SD) a gestão do prefeito Francis não aceitou as emendas propostas pela bancada de oposição porque o projeto já está em Brasília sendo apresentado junto aos ministérios em busca de recursos mesmo antes da sua aprovação.

            “Esta Casa se aprovar esse projeto da forma que está estará sendo apenas uma mera homologadora das decisões já tomadas pelo Executivo. Quero registrar que o prefeito Francis esta noite se transformou em curandeiro, pois os vereadores Alencar e Manoel Leiteiro que estavam doentes estão aqui para votar favoravelmente” ironizou. Alvares.

            Os vereadores Félix Alvarez e Edmilson Campos (Café no Bule) presidente e relator da CCJ respectivamente defendiam a instituição de um conselho deliberativo para fiscalizar o fundo municipal de saneamento básico, que a autarquia da água tivesse o aval do legislativo para contrair financiamentos evitando dessa forma o endividamento do fundo e que garantisse no plano a possibilidade de implantação de um novo sistema de capitação de água, pois o local onde é feita a captação é o mesmo onde é depositado o esgoto dos canais que cortam a cidade.

            Tanto o Vereador Edmilson Campos (Café no Bule) quanto Félix Alvares lembraram que votaram contra a criação da autarquia da água em maio de 2015 porque iria significar o aumento da tarifa d’água sem que houvesse a melhoria dos serviços o que de fato está ocorrendo. Para os dois parlamentares, o mesmo ocorreu no final do ano passado quando votaram contra a cobrança da taxa do lixo embutida com a conta d’água.

            “Hoje a nossa população está pagando uma das tarifas d’água mais caras do estado e de quebra pagando a famigerada taxa do lixo sem que tenha havido as tão prometidas melhorias dos serviços oferecidos. O triste é que essa situação poderá piorar com a aprovação do plano e do fundo municipal de saneamento básico do jeito que foi idealizado por essa gestão” conclui Café no Bule.

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Publicidade