domingo , 28 fevereiro 2021
Capa / /
28/02/2021
O corpo de Rosemeire Soares Perin, de 52 anos, foi encontrado após a empresária ficar desaparecida por dois dias
Por: Daniel César

 

 

 

empresaria-rosemeire-soares-perin-de-52-anos-desapareceu-no-trajeto-entre-cuiaba-e-varzea-grande-1613658215940_v2_450x450

 

 

Polícia encontra corpo de empresária

que desapareceu ao sair de casa

 

 

A DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa) de Cuiabá (MT) encontrou o corpo de Rosemeire Soares Perin, de 52, que estava desaparecida desde terça-feira (16), nas proximidades da comunidade de Passagem da Conceição, no município de Várzea Grande.

As primeiras informações dão conta de que o caso foi desvendado depois que policiais da DHPP prenderam um homem, que não teve sua identidade revelada, por estar com o automóvel da mulher num lava jato da cidade.

Ele estaria supostamente tentando apagar vestígios do crime no momento da abordagem. Durante depoimento, o suspeito teria confessado o homicídio de Rosemeire e levado a força policial até o local exato onde estava o corpo da empresária.

A Polícia Civil e a Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica) já compareceram ao local para averiguações técnicas. O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Cuiabá.

A investigação vinha acontecendo em sigilo e levava em consideração o fato de que Rosemeire teria entrado em contato com uma de suas filhas, mesmo estando desaparecida por mais de 24 horas. A conversa aconteceu por um aplicativo de mensagens de celular e a filha desconfiou porque a mãe não costumava falar daquele modo.

A DHPP pediu a prisão preventiva do suspeito, mas seguirá as investigações para descobrir como ele abordou a vítima e como teria sido a morte.

A empresária Rosemeire Soares Perin desapareceu depois de avisar à família que iria até Várzea Grande, que fica a 8 km de Cuiabá, onde ela mora com a família. A partir daí, a empresária não respondeu mais as mensagens e não atendeu aos telefonemas da família.

O caso foi registrado na DHPP e rapidamente começaram as buscas, inclusive com divulgação nas redes sociais de cartazes. Antes de saber do resultado trágico das investigações.

 

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Publicidade