sexta-feira , 19 janeiro 2018
Capa / /
19/01/2018
Caravana da Integração conhece modelo de zona franca
Localizado em uma região estratégica
Por: Thiago Andrade | Gcom-MT

TAQUES ZONA FRANCA

Com o objetivo de buscar experiências para a administração da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Cáceres, o governador Pedro Taques e os membros da Caravana da Integração conheceram a Zona Franca de Tacna. A ferrovia Bioceânica que está em fase de estudos deve ligar Mato Grosso ao território peruano. 

Foi apresentado ao governador e sua equipe como funciona a Zona Franca da cidade na questão tributária, capacidade de produção, geração de empregos e também de logística. A administração regional apresentou aos membros da Caravana da Integração os investimentos do governo em rodovias. 

Ao conhecer as potencialidades de Tacna, o governador Pedro Taques destacou que Mato Grosso produz 50 milhões de toneladas e precisa enviar grande parte deste volume para os países asiáticos, principalmente a China. Entretanto, o estado precisa buscar parceiros com portos que tenham capacidade de transportar grande volume de cargas. 

“Viemos a Tacna para conhecer de perto o trabalho que vocês fazem aqui e dessa forma fomentar a economia regional. Vamos buscar um acordo para que os produtos da Zona Franca possam chegar em Mato Grosso e o que for produzido na ZPE ganhe espaço para ser transportado por aqui” disse Taques.

Acordo de cooperação 

Pedro Taques e o governador regional de Tacna, Omar Gustavo Flores, assinaram acordo de cooperação técnica para o desenvolvimento dos dois territórios. Pelo acordo, os governadores vão trabalhar para desenvolver projetos nas áreas de turismo, infraestrutura e logística. Será criada estratégia para impulsionar a transformação da produção mato-grossense em produto de valor agregado, através da Zona Franca. 

O acordo também prevê o compartilhamento de técnicas agrícolas e industriais. No mesmo sentido, o acordo prevê o cumprimento em sua integralidade dos acordos e normas sanitárias animal e vegetal. Também está previsto um maior intercâmbio cultural, estudantil e científico. Além da facilitação na troca de informação para a liberação de pessoas e mercadorias.  

O governador de Tacna destacou que o território está localizado em uma região estratégica, com fronteira para dois países, Chile e Bolívia, e que agora busca se integrar com o Brasil. Relembrando os números da produção mato-grossense, o governador ressaltou que a proximidade territorial diminuiria o tempo para a chegada da produção mato-grossense aos portos da Ásia. 

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Publicidade