Fazer valer a pena a Vida em Sociedade

1
107

Ao sabor das observações, o poder do pensamento positivo é o grande pilar em nossa saúde geral e se sobrevivemos a esses anos difíceis da pandemia devemos nos esforçar para alcançar ao máximo os valores da vida, uma vez que glória e reconhecimento foram substituídos por curtidas e seguidores.

Como pode a vida ser boa se cada um de nós tem a certeza que um dia ela ira acabar?

Viver sempre com a intenção de repetir o instante vivido teremos o modelo mais próximo do ideal de felicidade fazer a vida valer a pena até porque há facilidade em odiar, reprimir e discordar e parece que temos nos apegados a esses dons. Amar e mudar as coisas não é muito fácil, porém o mais sensato dentro do nosso discurso de conviver em sociedade, sociedade esta que não tem em sua grade educacional a matéria mais conveniente nestes tempos de interação globalizada: Aulas de convivência. De tudo que aprendemos na escola, nos recordamos até das fórmulas matemáticas mais absurdas e inutilizadas na vida, enquanto uma geração inteira sequer sabe participar com boas respostas ou construtivas que seja nas redes sociais.  Quem sabe não é este o momento de repensar as fórmulas do ensino acadêmico das escolas de base, prevendo e promovendo  gerações com mais humanidade, mais preparada para a convivência social para a vida de fato vivida e com o mínimo de conflitos de relacionamentos. De que vale doutores e pós graduados se os valores humanos não influenciam em nada o grande ideal do conviver, aquilo que é muito lindo nos discursos e indiretas dos perfis desenhados em cada página pessoal das redes sociais.

Uma informação ou conhecimento milenar deixada pelo maior filósofo de todos os pensamentos, de todas as eras: amar o próximo muito mais que a si mesmo. Como é isso? Eu metaforicamente entendo que é este o desafio da paz, mas imagine políticos gestores com essa premissa de que a vida do próximo é o único interesse da organização em sociedade.

Preparar as crianças para esta difícil, mas honrosa missão de ser diferente do modelo que aí está posto e com provas cabais de que o mundo errou neste quesito.

Sabemos bem que quanto mais vazia a carroça mais barulho ela faz e estas mentes vazias de conhecimento humano estão dominando as interações das redes sociais com muito barulho e muito vazio de aproveitamento intelectual de informação eficaz ou não, mas sem agregar qualquer valor ou usar essa visibilidade para contribuir positivamente na transformação de um mundo menos intolerante.

O que pensamos da vida? Devemos sempre pensar em comunidade, e sem a pretensão de afirmar nossas ideias como única, porque pensamentos sobre a vida sempre será nossa maior fortaleza, nosso maior patrimônio e legado enquanto seres de raciocínio.

Se você interpretou que toda essa leitura resume o que nós sobreviventes da pandemia devemos fazer de agora para frente, parabéns: você é um bom entendedor. Que tenhamos Amor ao próximo e resiliência em tudo que fizermos daqui para frente. Portanto, faça valer a pena ter ficado por mais um tempo…

Feliz 2022 ao próximo…

Valdinei Félix de Macedo, é Empresário, Pensador, Escritor, Artista e Poeta

1 COMENTÁRIO

  1. Amigo leitor, sinta-se a vontade p opinar sobre o texto, criticar, questionar concordando ou não com o pensamento apresentado. Sua sugestão tbm contribui p novos assuntos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui