SEGURANÇA: Volta às Aulas ainda não foi deliberada pela Comissão Covid

0
8

dcaebba1-695b-4078-82a8-5dbdf75843b8

[dropcap]E[/dropcap]m reunião do Comitê de enfrentamento ao novo coronavírus realizada na sede da Prefeitura Municipal de Cáceres, quinta-feira, 12, foi apresentado, pela Secretaria Municipal de Educação, a proposta de retorno às aulas na Rede Municipal.

A Secretária de Educação, Liamara Rodrigues esclareceu que a SME está buscando atender todos os protocolos de segurança para o retorno das aulas presenciais, que será feito de forma híbrida, sempre com apenas metade dos alunos que se dispuserem a frequentar presencialmente.

“Nosso objetivo é preparar as unidades escolares da rede municipal para receberem os alunos com toda segurança. Há todo um cuidado do município para o retorno das aulas no formato presencial”, observou Liamara.

O vereador Cézare Pastorello (SD) fez o contraponto sobre a diferença do público atendido pelas escolas particulares e o das escolas públicas, e que por essa razão não poderia ser feita nenhuma comparação. Enquanto as escolas particulares podem fazer exigências aos seus alunos, como máscaras adequadas e kit individual de merenda e higiene, nas escolas públicas temos que partir do princípio de que tudo isso tem que ser fornecido, para grande parte dos alunos.

[box type=”shadow” ]Comitê Covid adia deliberação sobre o retorno às aulas na Rede Municipal [/box]

“Para além da vacinação, com segunda dose, dos profissionais da educação, que nem coloco em discussão por não ter o que transigir nesse sentido, eu questiono aqui a ausência do Ministério Público, que muito cobra o retorno às aulas presenciais, é membro deste Comitê de Enfrentamento à COVID e na reunião em que tratamos disso não se faz presente. As decisões tomadas pelo Comitê é que autorizarão, ou não, o retorno às aulas de forma presencial, porque parar, nunca pararam”, destaca o vereador.

Pastorello também cobrou da gestão a responsabilidade técnica sobre as condições de retorno às aulas. “A Secretária Liamara e a Prefeita Eliene têm sua responsabilidade, sem dúvidas. Mas, no caso do pior, é preciso que haja um responsável técnico, um Engenheiro de Segurança, Infectologista, Biólogo, alguém que ateste e se responsabilize pelas condições das aulas presenciais, alguém que aponte o que é e como devem ser os cuidados coletivos e individuais. Sem isso, será apenas tentativa e erro, como está acontecendo em outras cidades e estados”.

Pastorello ainda cobrou a aplicação da Nota Técnica 04, feita em conjunto pelo Escritório Regional de Saúde de Cáceres e a Unemat, versando sobre o retorno às aulas presenciais.

Diante das diversas manifestações e da previsão de realização de uma capacitação aos profissionais da educação nos dias 18 e 19 de agosto, o Comitê deliberou por realizar outra reunião, após a capacitação a ser promovida pela SME, e com a presença do Ministério Público Estadual.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui