Taxa mais cara do Estado

0
5

Consumidor Cacerense começa

pagar nova tarifa d’água

saec

  

            O vereador Edmilson Campos (Café no Bule) – Líder da oposição ao modelo de gestão do prefeito Francis Maris Cruz (sem partido) na Câmara Municipal revela que lamentavelmente começa se confirmar aquilo que ele vem alertando desde a criação da chamada Autarquia da Água ocorrida no primeiro semestre de 2015, ou seja, a tarifa d’água em Cáceres deverá ser uma das mais caras do estado de Mato Grosso.

            “Quando votei contra a criação da autarquia da água e mais recentemente quando votei contra a cobrança da Taxa do Lixo junto com a tarifa da água eu sempre alertei que a verdadeira intenção da administração do prefeito Francis era apenas o de buscar maior arrecadação e não a melhoria do serviço. Lamentavelmente hoje isso começa a ficar claro para todos” argumenta Café no Bule.

            Segundo o vereador, a chiadeira por parte da população tem sido grande, pois a conta que começou a chegar traz um aumento, segundo ele, fora da realidade econômica do município de Cáceres. O valor da Taxa do Lixo conforme vinha alertando o parlamentar apresenta variação de R$ 7,80 à R$ 68,70 no caso das tarifas residenciais. Já na categoria comercial a tarifa referente a Taxa do Lixo varia de R$ 21,20 à R$ 69,50.

            “Do jeito que as coisas andam muitos consumidores vão encontrar dificuldades para manter suas contas em dia. Espero que meu apelo consiga sensibilizar as demais autoridades do nosso município para que possamos criar alternativas para reverter essa triste realidade” conclama Café no Bule.

            Como a população começa receber a primeira conta d’água com a Taxa do Lixo embutida e o serviço estar sendo realizado de forma precária em vários bairros e até mesmo na região central da cidade, o vereador oposicionista esta requerendo da direção do SAEC – Serviço de Água e Esgoto de Cáceres todos os contratos e processos licitatórios para a contratação da empresa responsável pela coleta do lixo no município.

            O vereador Edmilson Campos também cobra do SAEC a planilha detalhada dos serviços que devem ser executados, o perímetro que por força contratual deverá ser atendido e quantas vezes por semana a coleta deverá ser efetuada.

            “Não vou aceitar calado o fato de começarmos pagar a famigerada taxa do lixo sem que o serviço esteja sendo realizado de forma satisfatória. Precisamos de representantes que criem leis que melhorem a qualidade de vida da população e não que criem mais impostos e taxas para arrancar o couro do povo como essa administração e seus aliados estão fazendo” conclui Café no Bule.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui