Botelho alerta sobre retorno às aulas e pede participação popular nas discussões

0
33

SAÚDE PÚBLICA

 

 

 

c662d00b5a58e9adcfa9117c47e4a6175fda49282ebe5

 

 

 

 

 

 

Comissões de Saúde e de Educação da ALMT vão analisar o

cenário atual sobre o risco de contaminação da Covid-19.

Retorno às aulas preocupa deputados

 

 

 

 

[dropcap]N[/dropcap]a iminência de retorno às aulas presenciais em Mato Grosso, a partir de fevereiro, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), defendeu cautela no momento em que o estado registra aumento no número de casos da Covid-19. Botelho voltou a manifestar a sua preocupação nas suas redes sociais e garantiu que as comissões de Saúde e de Educação da Casa de Leis, presididas pelos deputados Dr. Eugênio (PSB) e Valdir Barranco (PT), respectivamente, farão uma análise mais aprofundada sobre a proliferação do coronavírus e os riscos para estudantes e profissionais dos núcleos escolares. 

Botelho explicou que é importante ouvir a sociedade organizada, especialmente alunos e professores, para ajudar o governo do estado a organizar o retorno das aulas presenciais de forma segura e proveitosa. As sugestões das comissões, que serão debatidas com a Secretaria de Estado de Educação, comandada pelo secretário Alan Porto, serão repassadas ao governo. 
Para Botelho, é preciso debater à exaustão o dilema de voltar ou não às aulas presenciais nos próximos dias. E destacou a posição do governo que abriu para o diálogo, ouvindo a população para fazer a análise sobre a importância das aulas presenciais com segurança e os riscos em detrimento à Covid-19. 
“Nós da Assembleia Legislativa colocamos a Comissão de Educação e a Comissão de Saúde para que juntas acompanhem essas questões, nos passem as orientações para que possamos sugerir ao governo e para a população. Todos devem dar a sua opinião porque está aumentando o número de casos de Covid. A minha opinião, nesse momento, é que devemos esperar um pouco para o retorno das aulas. Mas a opinião da maioria é que vai prevalecer”, esclareceu o parlamentar.

 

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui