REPÚDIO

0
5

 

DIDÁTICO

Ideologia de Gêneros

no Plano Educacional

de Cáceres

vem sendo repudiado

Valdir Rodrigues, Presbítero da Assembleia de Deus Foto Arquivo
Valdir Rodrigues, Presbítero da Assembleia de Deus e Professor de Escola Dominical se posiciona terminantemente contra Ideologia de Gêneros
Foto Arquivo

Valdir Rodrigues

Logo mais nesta quinta-feira no Plenário “Hênio Maldonado” a pauta Educação vai estar super quente por causa de vários fatores, entre eles, a tese Ideologia de Gêneros.

Na verdade esse assunto já gerou tantas discussões que existem famílias preocupadas. Conforme alguns pais o perigo está mais próximo do que você imagina. Falam do perigo de estupro. Perigo de assédio, sobretudo, de atentado ao pudor.

Algumas mães antecipam retirar seus filhos, suas filhas das escolas.

Esse caso tomou corpo em Brasília, nas discussões políticas de Educação. O plano para introduzir a Ideologia de Gênero nas escolas saiu do Congresso Nacional e está nas Câmaras Municipais de todo o país, ou seja, bem perto da sua casa.

Coloque a mão na consciência e imaginem senhores e senhoras, excelências vereadores, chefes de famílias, sobretudo, pais que zelam pela formação moral dos seus filhos, das suas filhas, e de repente quando irem ao banheiro da escola encontrarem lá um sujeito homem, que resolveu naquele instante ser mulher. É perturbador acreditar que isso possa ocorrer. É isso e muito mais o que está por trás dessa “ideologia de gênero”. Caso esse desastre chegue às escolas estaduais, distritais e municipais acontecerá que todas as nossas crianças deverão aprender que não são meninos ou meninas e que precisam inventar um gênero para si mesmas. Para isso, receberão materiais didáticos destinados a deformar sua identidade. E isso seria obrigatório, por força de lei. Os pais que se opuserem poderão ser criminalizados.

Veja bem, isso é apenas parte da situação. O que pode acontecer é muito pior…

Portanto, a cidade de Cáceres começa a viver tal vexame. A votação nesta quinta-feira dia 18, a partir das 11 horas. Tudo indica que o auditório vai ser bastante pequeno, vez que os cristãos devem comparecer em massa, desde os católicos como também os evangélicos, antecipando grande apelo aos vereadores que entendam aos valores da família idealizada por Deus.

Especificamente a Igreja Assembleia de Deus se manifesta contra tudo o que vem contra os valores da família. Exterioriza repúdio ao caso por se tratar de crianças.

No mesmo sentido a Igreja Católica se manifesta, dizendo que ultimamente trata-se de uma grande batalha, que perpassa o mundo visível, sendo assim, a volta da normalidade se encontra nas mãos dos vereadores, com isso, eles têm a grande oportunidade de se posicionarem favoráveis ao plano da família original.

No todo, os vereadores recebem a batata quente para descascar, e, com todo cuidado não pode ao menos pensar ir contra a maioria, sob pena de serem recusados por tantas e tantas outras eleições.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui