Vereadora Mazéh foi ao Ministério Público “tratar” do Reordenamento/Municipalização da Educação em Cáceres/MT

0
140

ASSESSORIA

Na última quinta-feira, 3, realizou-se na Câmara Municipal de Cáceres reunião para debater o processo de reordenamento/municipalização da Educação no município de Cáceres. “Processo este considerado nocivo para o pleno funcionamento do ensino municipal, de acordo com estudos realizados pelo Sintep ao assumir os primeiros anos iniciais o município terá ônus financeiro, ou seja, perderá recursos”.

VEREADORA MAZÉH – ASSESSORIA

Um grupo de mães pais e responsáveis, moradores das periferias da cidade de Cáceres, aponta a dificuldade que terão em relação ao transporte dessas crianças até a escola uma vez que fechadas as salas nas escolas estaduais as distâncias entre as residências e a escola se alongam. Devemos então considerar que em nossa cidade não existe transporte público coletivo obrigando pais e responsáveis a levarem seus filhos de bicicleta ou até mesmo a pé, enfrentando um longo caminho até a escola.

Estamos vivenciando um processo de sucateamento da educação pública, que está apenas começando. E vemos que os gestores da educação no município não estão comprometidos com a qualidade do ensino, aceitando que este processo absurdo seja implantado em Cáceres.

Contou com a participação dos vereadores da casa, Comissão de Educação da Câmara Municipal de Cáceres, Secretaria de Educação, Staff da prefeitura, professores/as, Diretores/as e coordenadores/as das escolas municipais, Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Conselho Municipal de Educação, Comissão de Reordenamento, pais e mães da Periferia.

A vereadora Profª Mazéh Silva (PT) que está a frente da Comissão de Educação da Câmara Municipal, que sempre se posicionou contra o Redimensionamento/Municipalização em Cáceres, diz “estou cumprindo meu dever de vereadora que é fiscalizar e também cobrar do executivo posições que venham a favorecer a população. Represento a classe dos profissionais da educação, pais e mães vem até mim reclamar dos transtornos que o Redimensionamento já está causando a elas. E eu por aqui farei todos os enfrentamentos necessários para combater este processo nefasto imposto pelo governador Mauro Mendes e secretário Alan Porto, chancelados em Cáceres pela prefeita Eliene e secretária Liamara Rodrigues.

Seguiram falas de representantes dos profissionais da educação e responsáveis por alunos da educação municipal, que em suas falas elencaram aspectos negativos para a educação pública do município, “o processo de Reordenamento/Municipalização em Cáceres está sendo feito sem nenhum planejamento prévio, ao que tudo indica. Pois já solicitamos a secretária Liamara que diz haver planejamento mas este não é de conhecimento dos pais e nem dos profissionais da educação, salienta a prof Lurdes.

Já em sua fala prof Aurélio representante da categoria Educação no Sindicato dos Servidores Públicos Municipais que diz ” Com alunos estudando longe de suas casas, fatalmente enfrentaremos grande número de evasão escolar. Chamo atenção também para o fato de que o município de Cáceres não sanou suas demandas prioritárias na educação que são as creches para as mais de 3000 vagas em déficit, nossa rede não está preparada pra assumir novas turmas, além do prejuízo financeiro que o município terá.

Por sua vez o vereador prof Leandro também questiona quanto ao orçamento da prefeitura se os novos alunos estão incluídos nesses números? Quais são os trâmites que o município está realizando junto ao governo para consolidar esta situação? E questiona também sobre haver um planejamento para 2022, planejamento este que se foi feito, foi feito sem a participação dos pais, alunos e profissionais da educação que estão no chão da escola”.

Após o final da reunião, como não houve entendimento entre o Executivo e os demais representantes de alunos, sindicato, conselho e comissão de educação, resolveu-se por levar o assunto ao Ministério Público Estadual, com o apoio da vereadora Profª Mazéh Silva, vereador Professor Leandro e vereador Marquinhos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui