Primeira defesa de Bruno Frank

0
2
Bruno
Bruno Frank Teixeira – Assessoria Câmara Legislativa

Secretário pede espaço na

Sessão da Câmara para se defender

Por 10 minutos falou de si próprio sem mencionar detalhes da auditoria em que está envolvido – Está convocado para dar explicações na próxima Sessão

O prefeito Francis Maris Cruz, através de um ofício ao presidente da Câmara Municipal, solicitou um espaço na Tribuna Livre do Legislativo para que o secretário de Planejamento, Bruno Frank Teixeira, pudesse falar sobre a denúncia de irregularidades que estariam ocorrendo na Prefeitura Municipal. Com o pedido aceito, o secretário falou por cerca de 10 minutos, usando todo o tempo para falar de sua história, da família e da trajetória que percorreu como cidadão e como profissional. Reclamou estar sendo acusado injustamente por afirmações infundadas e que não são verdadeiras várias afirmações publicadas na imprensa a seu respeito, ligadas ao relatório do controlador do município, sobre as denúncias de irregularidades na Secretaria de Finanças.

Disse também que muitas das informações do relatório foram distorcidas e que ele não comunga com nenhum tipo de corrupção. Elogiou os funcionários da secretaria de Finanças, da qual foi secretário na época dos erros relatados pelo controlador e enumerou alguns feitos que realizou enquanto estava naquela pasta.

Por fim, disse que está disponível para responder sobre qualquer pergunta a respeito das denúncias contidas em auditoria, mas não fez menção a nenhuma delas em particular como verdadeiras ou falsas.
Finalizando sua fala, previamente escrita, disse que deixaria o Plenário para protestar. “Como forma de protesto, vou convidar todos os meus amigos e familiares a se retirarem da Sessão”, disse, para sair em seguida, liderando o grupo que enumerou no convite.

Após o discurso de Bruno Teixeira, o presidente da Casa, vereador Marcinho Lacerda, lembrou a história de família e do próprio Bruno, destacando a honradez do mesmo, como pessoa e como profissional. Porém, lamentou o discurso do mesmo e leu o ofício em que o prefeito pede espaço para o secretário falar. “Conheço o Bruno como homem honesto, mas infelizmente, o secretário usou seu tempo hoje para falar apenas de si próprio”, disse Marcinho, deixando transparecer que esperava ouvir uma defesa sobre as práticas das acusações, de forma a esclarecer, confirmando ou desmentindo as mesmas.

O vereador Tarcísio Paulino também ocupou a Tribuna para comentar o depoimento do secretário que acabara de falar. “Esta Casa tem a obrigação de convocar o secretário Bruno Teixeira. No dia em que ele for convocado, poderá chorar o quanto quiser. O que ele não pode é dizer que esta Casa está mentindo, fazendo denúncias falsas, pois isso não é verdade. E o que está no site da Casa é o que sai daqui [da Tribuna]”, bradou o vereador do PSB.

Da mesma forma, o vereador Felix Alvares disse achar importante que a Câmara convoque o secretário Bruno. “Queremos que ele se explique. Ele vai ter trabalho nisso. Imagine mexer com dinheiro público e não contabilizar as entradas nem saídas. Por muito menos que isso a Dilma foi afastada”, salientou Félix.

Em seguida, também no Plenário, o vereador Café no Bule afirmou que o secretário Bruno faltou com a verdade enquanto falava aos vereadores. “Ele mentiu e poderá ser penalizado por causa disso. Deixou transparecer que a notícia saiu do ‘nada’, enquanto o próprio prefeito já declarou que houve pagamentos indevidos que precisam ser ressarcidos e que o secretário é quem vai devolver o dinheiro”, lembrou Edmilson Campos, popular Café no Bule.

Baseados no depoimento do controlador, os vereadores Félix Alvares, Tarcísio Paulino e Edmilson Café no Bule, pediram a convocação do ex-secretário de Finanças da prefeitura Bruno Frank Teixeira (agora no Planejamento) para depor sobre o assunto na próxima segunda-feira, na Câmara Municipal. Colocada em votação pelo presidente Marcinho Lacerda, a convocação foi aprovada por unanimidade dos vereadores, devendo ser encaminhada nesta terça-feira (24).

A vice-presidente da Câmara, vereadora Valdeníria Dutra e o colega, vereador Professor Domingos, elogiaram a conduta e o trabalho do secretário Bruno Teixeira. Ambos concordam que houve erros, mas não acreditam em roubo nem desvio de dinheiro, salientando que o secretário é um homem honesto.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui