Francis aumenta a conta d’água em 20,86%

0
6

francis

O consumidor Cacerense começou receber esta semana a conta d’água referente ao mês de janeiro com um reajuste tarifário de 20,86% de acordo com o decreto nº 638 de 11 de dezembro de 2015.

Para o vereador Edmilson Campos (Café no Bule) mais uma vez o prefeito Francis Maris Cruz (sem partido) ignora o Legislativo Cacerense e promove o reajuste da conta d’água através de decreto administrativo e não através de lei aprovada pela Câmara após ouvir a comunidade.

Em fevereiro de 2014 a Câmara aprovou por unanimidade Projeto de Emenda a Lei Orgânica de autoria do vereador Edmilson Campos (Café no Bule) determinando que todos os reajustes de taxas, tarifas e outros serviços públicos municipais sejam implementados através de lei e não através de decreto administrativo baixado pelo Chefe do Executivo.

“Quando aprovamos essa emenda o nosso entendimento é que sempre que houvesse aumento das taxas, tarifas e outros serviços públicos que isso fosse discutido com a população através de audiências públicas. Promover reajustes através de decreto afasta essa possibilidade, pois o prefeito tem total autonomia para fazê-lo sem ouvir ninguém” justifica Café no Bule.

Em fevereiro de 2014 quando a emenda foi aprovada o prefeito Francis Maris Cruz declarou em reportagem da Gazeta Digital que “o Executivo lançará mão de todos os recursos que a lei permite para tornar sem eficácia a lei aprovada pelos 11 vereadores”.

Revoltado o vereador Edmilson Campos (Café no Bule) diz não ter dúvida que a situação deverá piorar ainda mais, a partir do mês que vem quando passará a ser cobrada na conta d’água a Taxa do Lixo aprovada pela Câmara em dezembro do ano passado com voto contrário apenas dos vereadores Edmilson Campos (Café no Bule), Félix Alvares (SD) e Tarcísio Paulino (PSB).

“Vou cobrar da presidência da Câmara uma ação enérgica contra o prefeito que simplesmente ignora as deliberações do legislativo. Quando vetou todas as emendas ao orçamento do município para 2016 mesmo tendo sido aprovadas por unanimidade e agora com o reajuste a tarifa d’ água ele (Francis) dá a entender que a Câmara só serve para dizer amém aos seus atos. Não comungo com esse pensamento, por isso, exijo um posicionamento do Poder Legislativo” esbraveja Café no Bule.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui