INCENTIVO AO TURISMO: Cáceres fica de fora?

0
207

Quatro municípios ganharão orlas para potencializar turismo em MT

PROJETO ORLA DE CÁCERES MT – PRATICAMENTE HÁ 10 ANOS ESPERANDO INVESTIMENTO… REPRESENTAÇÃO POLÍTICA.

O Governo do Estado de Mato Grosso vai investir R$ 36,5 milhões na construção das orlas de quatro municípios para potencializar o turismo em diferentes regiões do Estado. Serão contemplados incialmente os municípios de Santo Antônio do Leverger, Barão de Melgaço, São Félix do Araguaia e Luciara.

VIVIANE MOURA

“Este governo tem atuado em várias frentes e o setor de turismo também tem sido contemplado com obras importantes. O objetivo é impulsionar a economia local, estimulando a circulação de visitantes, principalmente no interior do Estado”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda.

O projeto mais próximo da Capital a ser implementado é a orla de Santo Antônio de Leverger, localizada na região metropolitana do Vale do Rio Cuiabá. A obra está em processo de licitação (fase de habilitação das empresas), com valor do investimento estadual de R$ 9,9 milhões.

Já a orla do município de Barão do Melgaço, região pantaneira, receberá aporte na ordem de R$ 10,6 milhões. O projeto está na etapa de confecção do edital para publicar a licitação, etapa prevista para março.

A região do Araguaia também será beneficiada com a construção da orla de São Félix do Araguaia. O projeto estrutural já se encontra na fase de finalização e a licitação deve ocorrer em maio. A edificação irá custar cerca de R$ 8 milhões.

No município de Luciara (a 1.166 km a noroeste da Capital), o reforço nos pontos turísticos contará com R$ 8 milhões em investimentos, o projeto de construção da orla está em fase de finalização. A licitação está prevista para maio deste ano. 

O secretário Adjunto de Turismo, Jefferson Moreno, destaca que as obras fazem parte das políticas públicas do Governo para a retomada do turismo no Estado, que foi um dos setores mais afetados durante a pandemia da Covid-19. Os recursos foram direcionados para a expansão dos atrativos turísticos.

“As orlas vão contar com espaços modernos, planejados, de fácil acessibilidade e com total conforto para quem visitar cada uma delas. Serão lugares de contemplação com infraestrutura adequada para que o turista tenha uma experiência única e, claro, deseje voltar”, destaca Moreno.

Efeito positivo

Os recursos direcionados ao turismo estão refletindo positivamente na economia do Estado. Em 2019, foram abertas 12.331 novas empresas pelo setor, número que chegou a 13.552, em 2020, acréscimo de quase 10%. Apesar do período de crise, esse percentual se elevou em 12% no ano passado, chegando a 15.296 novos estabelecimentos ligados ao turismo.

Os novos empreendimentos abertos no atendimento ao turismo nesse período estão nas áreas de alimentação, transporte (terrestre, aéreo e aquaviário) agências de viagem e alojamento. O setor que apresentou maior volume de empresas abertas, nos últimos 3 anos, foi de alimentação com 9.810 (2019), 11.530 (2020) e 12.959 (2021).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui