Justiça bloqueia R$ 33 milhões de empresas investigadas por crimes na gestão Silval

0
280

A Polícia cumpriu a decisão. Entre os bens sequestrados estão um Land Rover, estimado em R$ 700 mil, e um apartamento avaliado em mais de R$ 3 milhões

Assessoria

Silval Barbosa – ex-Governador de Mato Grosso – web

A Delegacia Especializada de Combate à Corrupção efetuou o sequestro de bens e valores pertencentes de duas empresas e seus sócios proprietários investigados em esquema de fraude à licitação, peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro ocorrido durante o governo Silval Barbosa.

A decisão, relativa à operação Sodoma, foi deferida pelo Juízo da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, após parecer favorável do Ministério Público Estadual.

A ação ocorreu na sexta, 1º de outubro – mas somente foi divulgado nesta segunda, hoje, dia 4.

Os sequestros totalizaram o valor de R$ 33,5 milhões, entre veículos, imóveis e valores pertencentes às empresas Trimec Construções e Terraplanagem e Strada Incorporadora e Construtora Ltda – além de seus sócios proprietários, e visam reparar o prejuízo causado ao Estado.

As supostas fraudes consistiam em provável direcionamento de licitação fazendo com que tais empresas vencessem o certame público. Posteriormente, essas empresas passavam a receber valores por serviços não executados, de manutenção de rodovias estaduais. Parte dos valores recebidos indevidamente pelas empreiteiras era direcionada ao ex-governador Silval Barbosa, a título de propina.

Entre os bens sequestrados estão um veículo da marca Land Rover, cujo valor é estimado em R$ 700 mil, e um apartamento avaliado em mais de R$ 3 milhões, localizado em Cuiabá.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui