Nota Técnica Febre Amarela – Cáceres/MT

0
73
roger saude (Cópia)
Secretário de Saúde, Roger Pereira, pontua informações acerca da Febre Amarela – Foto WEB

Orientações para a vacinação contra febre amarela para residentes

em área com recomendação da vacina ou viajantes para essa área

Indicação Esquema
Crianças de 6 meses a 9 meses de idade incompletos A vacina está indicada somente em situações de emergência epidemiológica, vigência de surtos, epidemias ou viagem inadiável para área de risco de contrair a doença.
Crianças de 9 meses até 4 anos 11 meses e 29 dias de idade Administrar 1dose aos 9  meses de idade e 1  dose de reforço aos 4 anos de idade, com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses.
Pessoas a partir de 5 anos de idade,  que receberam uma dose da vacina antes de completar 5 anos de idade Administrar uma única dose de reforço, com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses.
Pessoas a partir de 5 anos de idade, que nunca foram vacinadas ou sem comprovante de vacinação Administrar a primeira dose da vacina e, 10 anos depois, 1 dose de reforço.
Pessoas a partir dos 5 anos de idade que receberam 2 doses da vacina Considerar vacinado. Não administrar nenhuma dose.
Pessoas com 60 anos e mais, que nunca foram vacinadas ou sem comprovante de vacinação  O médico deverá avaliar o benefício e o risco da vacinação, levando em conta o risco da doença e o risco de eventos adversos nessa faixa etária ou decorrentes de comorbidades.
Gestantes, independentemente do estado vacinal A vacinação está contraindicada. Na impossibilidade de adiar a vacinação, como em situações de emergência epidemiológica, vigência de surtos, epidemias ou viagem para área de risco de contrair a doença, o médico deverá avaliar o benefício e o risco da vacinação.
Mulheres que estejam amamentando crianças com até 6 meses de idade, independentemente do estado vacinal A vacinação não está indicada, devendo ser adiada até a criança completar 6 meses de idade. Na impossibilidade de adiar a vacinação, como em situações de emergência epidemiológica, vigência de surtos, epidemias ou viagem para área de risco de contrair a doença, o médico deverá avaliar o benefício e o risco da vacinação. Em caso de mulheres que estejam amamentando e receberam a vacina, o aleitamento materno deve ser suspenso preferencialmente por 28 dias após a vacinação (com um mínimo de 15 dias).

Viajantes

Viagens internacionais: seguir as recomendações do Regulamento Sanitário Internacional (RSI).

 

Viagens para áreas com recomendação de vacina no Brasil: vacinar, pelo menos 10 dias antes da viagem, no caso de primeira vacinação. O prazo de 10 dias não se aplica no caso de revacinação.

A Febre Amarela (FA) é uma doença viral, infecciosa, não-contagiosa, endêmica em regiões da África e da América do Sul. É transmitida pela picada de mosquitos transmissores infectados(1).

Em Cáceres,não tivemos nenhum registro da doença até presente momento . Fora desta região, surtos ocorrerão quando o vírus encontra um bolsão de susceptíveis, como confirmado em Ribeirão Preto2 e no Estado de Minas Gerais.

Geralmente, quem contrai o vírus da FA não chega a apresentar sintomas. A doença geralmente possui curta duração (aproximadamente 12 dias). O quadro clínico típico é caracterizado por início súbito de febre alta, calafrios, cansaço, cefaleia, mialgia, náuseas e vômitos por cerca de três dias.

A medida mais importante para prevenção e controle da febre amarela é a vacinação. Por este motivo, o Ministério da Saúde e a Secretaria Municipal de Saúde ,divulga o calendário acima para esclarecimentos a população.Neste momento o Estado de Mato-Grosso está sem a vacina,pela imensa procura aos postos de saude ,pelo medo gerado na população. Cáceres encontra-se sem vacina nas unidades de saúde. No momento que chegar no municipio comunicaremos a população,não havendo necessidade de pânico.

Assinado: Roger Alessandro – Secretário de Saúde

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui