Pastorello expõe o descaso de Francis para com a Educação

0
17
pastorello
Vereador Cézare Pastorello – foto web

“Prefeito de Cáceres

atrasa salário

da Educação com

dinheiro em caixa”

 

[dropcap]E[/dropcap]m mais uma ação de descaso com a Educação Municipal, o prefeito Francis Maris Cruz descumpre a lei, que determina o pagamento dos servidores até o quinto dia útil do mês subsequente e não paga 311 Professores, Auxiliares de Serviços Gerais e Auxiliares de Desenvolvimento Infantil, alegando, falaciosamente, que há falta de recursos.

A polêmica se arrasta: “O último dia para pagar o salário de abril foi dia 8, sexta-feira. Simplesmente o prefeito, que já anunciou que não vai parar obra nenhuma, escolheu 311 servidores da educação para não pagar os salários. Ele não atrasou os salários dos servidores. Ele pagou alguns e escolheu alguns para não receber. E com dinheiro em caixa” afirma o vereador Cézare Pastorello, Solidariedade, que fez uma demonstração de como não houve queda de arrecadação e que a prefeitura tem caixa para pagar todos os servidores com folga.

Desde o dia 20/04, quando o prefeito fez um decreto, com efeitos retroativos ao dia 6/04, suspendendo os contratos dos servidores interinos, um grupo de servidores têm buscado, com os vereadores, uma reunião com o prefeito. Essa reunião chegou a ser marcada para o dia 6, às 15h, mas o prefeito não apareceu e nem justificou.

Os servidores ficaram surpresos ao saber que na sexta-feira passada, dia 8, houve uma reunião do prefeito com 11 vereadores, e que nenhum dos interessados, no caso, os interinos, foi chamado. Também não foram chamados nem o Sindicato dos Servidores e nem o Conselho Municipal de Educação. Os vereadores Cézare Pastorello, Rosinei Neves, Valdeníria Dutra e Zé Eduardo Torres também não foram comunicados dessa reunião na sexta-feira.

“Como que fazem uma reunião para fazer um ‘acordo’ se a parte interessada, nós, não fizemos parte dessa reunião?” disse um dos servidores interinos, revoltado.

Na apresentação, que subsidiaria a reunião do dia 6, o vereador Pastorello mostra que a prefeitura de Cáceres arrecadou 10% a mais neste ano do que no ano de 2019, sendo 5 milhões a mais. Também que a prefeitura recebeu 1 milhão a mais de FUNDEB, além de ter sobrado, do ano de 2019, mais de 1,5 milhão do FUNDEB.

O FUNDEB é o principal recurso para o pagamento dos profissionais da Educação. Os salários que deixaram de ser pagos totalizam 380 mil reais, descontando os 5 dias do mês de abril que receberam.

Na reunião com os 11 Vereadores, no Gabinete do Prefeito, “parece” que ficou acertado o pagamento salarial dos Professores Interinos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui