SAIU NO RDNEWS

0
50

MDB abandona Wellington e apoia Mauro

partido

[dropcap]O[/dropcap] MDB decidiu abandonar o grupo político do senador Wellington (PR) para apoiar a pré-candidatura do ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM).  apurou que a decisão foi sacramentada pelo presidente da sigla em Mato Grosso, deputado federal Carlos Bezerra, em reunião com os dirigentes partidários realizada na noite desta segunda (16).

Os termos do acordo foram acertados ontem pela manhã. Bezerra foi até a residência de Mauro, situada no condomínio Alphaville, em Cuiabá, onde conversaram por horas.

Existe a especulação que o MDB pode indicar o ex-prefeito de Sinop Juarez Costa como vice na chapa que será encabeçada por Mauro. No entanto, o emedebista resiste e reafirma que seu projeto é concorrer a deputado federal para representar o Nortão.

Gilberto Leite

WELLINTON BEZERRA

Wellington contava com o apoio do MDB até Mauro confirmar pré-candidatura pelo DEM e

Bezerra articular para levar sua sigla ao grupo do ex-prefeito

Com a saída do MDB, grupo pró-Wellington ao Governo fica com PR, PP, PTB e PCdoB. O PSD também apoiava o projeto político do republicano e acabou se alinhando a Mauro com a garantia de indicar o ex-vice-governador Carlos Fávaro ao Senado.

Agora, Mauro tem novo alvo. Pretende atrair o PP para sua aliança que já conta com DEM, PDT, PSD e MDB.

História se repete

Essa não é a primeira vez que o MDB, conduzido por Bezerra, abandona uma aliança para apoiar Mauro. Episódio similar ocorreu nas eleições municipais de 2008.

O MDB estava fechado com a reeleição de Wilson Santos (PSDB) à Prefeitura de Cuiabá. Entretanto, deixou o tucano no altar e fechou com Mauro que à época estava no PR.

Wilson teve o apoio do PC do B, PDT, PMN, PSL, PTB, PRP, PV, PSDC, PSDB, PRTB, PPS e PRB e venceu Mauro em segundo turno. Já o adversário foi sustentando politicamente por PR, PTC, PMDB, PT e PSC.

Chapa de Mauro

Ao que tudo indica, Mauro terá como vice o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta (PDT). Os pré-candidatos ao Senado são Jayme Campos (DEM) e Fávaro.

Além disso, Mauro e o  grupo estão trabalhando para convencer o deputado federal Adilton Sachetti (PRB) a abrir mão de disputar o Senado. Se aceitar o recuo, disputará somente à reeleição à Câmara dos Deputados.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui