Em plena piracema

0
21

Pescadores são flagrados

usando tarrafas em MT

 

pescaria piracema

 

[tabs type=”horizontal”][tabs_head][tab_title][/tab_title][/tabs_head][tab]Flagrante da pesca irregular foi feito no rio Cuiabá. Prática é proibida por causa do período de reprodução dos peixes.[/tab][/tabs]

 

O período de proibição da pesca nos rios de Mato Grosso começou em novembro de 2015, mas a pesca irregular continua a ser praticada. Até o dia 29 de fevereiro, só é permitida a pesca de subsistência, com limite diário, mas as regras não têm sido obedecidas por alguns pescadores. A multa para quem for flagrado pode variar de R$ 500 a R$ 100 mil.

 

A pesca é proibida por causa do período de reprodução dos peixes. Durante os meses de proibição, só é permitida a pesca de barranco com quantidade de até 3 quilos por dia ou um exemplar de qualquer espécie. Ainda assim, é exigida uma carteirinha de amador ou profissional.

 

Em 2015, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) apreendeu 6,5 toneladas de pescado irregular em Mato Grosso, número 43% maior do que o de 2014. Quem for pego pode ser levado à delegacia e ser autuado em flagrante por prática de pesca em período proibido.

 

“Quando nos deparamos com cidadãos em prática de pesca utilizando rede ou tarrafas, que são proibidas, é feita a detenção do indivíduo, e são apreendidos os materiais”, disse Júnior Campos, tenente da Polícia Militar Ambiental.

 

A Polícia Ambiental afirma que, neste período, a fiscalização é reforçada. “Nós distribuímos as guarnições para atuar em todo o período proibitivo. Ou seja, de novembro a fevereiro, sempre terá uma guarnição em cada canto do nosso estado”, disse Campos Júnior.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui