Concurso PC MT: professor é preso por tentar fraudar prova

0
51

Um professor de cursinho e outros três candidatos do concurso PC MT (Polícia Civil de Mato Grosso) foram presos por suspeitas de envolvimento na tentativa de fraude da prova objetiva do certame.

O caso aconteceu na cidade de Cáceres, município situado a 214 km de distância da capital Cuiabá. De acordo com a própria Polícia Civil do estado, o professor de um cursinho, cujo nome não foi revelado, foi contratado para fazer prova no lugar de um candidato.

O professor, que também se identificou como agente penitenciário, foi retirado e informou que no seu lugar, em outra sala, estaria o candidato que se passava por ele. De acordo com o educador, outras duas pessoas também estariam envolvidas no esquema.

Os envolvidos também portavam aparelhos celulares e informaram que haviam combinado sinais para recebimento das respostas da prova. Todos eles foram excluídos do certame.

As provas objetivas do concurso PC MT foram aplicadas no dia 20 de fevereiro para quase 34 mil inscritos. As vagas, em um primeiro momento, são destinadas para formação do Cadastro Reserva.

Apesar disso, o governador do estado, informou que 1.200 aprovados dos concursos da Segurança Pública podem ser convocados ainda em 2022.

POLICIAL INVESTIGADOR DÁ MAIORES DETALHES

CONCURSO PC MT: PROFESSOR É PRESO POR TENTAR FRAUDAR PROVA https://youtu.be/7J7QR-LRiQw

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui