FEMINICÍDIO: Corpo de mulher desaparecida é encontrado em milharal

0
221

A vítima foi vista pela última vez pela família quando saiu para ir à Festa do Queijo, evento tradicional realizado pelo município de Curvelândia

Raquel Teixeira | Polícia Civil-MT

APolícia Civil esclareceu o desaparecimento de uma moradora da cidade de Curvelândia e prendeu dois suspeitos pelo homicídio da vítima. A mulher de 55 anos estava desaparecida desde o último domingo e o corpo foi localizado no meio de um milharal, nas proximidades do município, nesta quinta-feira (09.06).

A Delegacia da Polícia Civil de Mirassol d’Oeste iniciou as investigações na terça-feira após receber o boletim registrado pelo filho da vítima na noite do dia 06 de junho. Ele informou que Ana Alves Pereira, de 55 anos, saiu de casa por volta das 20h do domingo para ir à Festa do Queijo, evento tradicional realizado pelo município de Curvelândia. Porém, a vítima não retornou para casa e o filho não teve notícias dela depois de verificar com familiares sobre o paradeiro da mãe.

Investigação

A equipe da Delegacia de Mirassol d’Oeste apurou informações em Curvelândia e na quarta-feira realizou diligências em um acampamento do movimento de trabalhadores sem-terra nas proximidade do Rio Cabaçal. Um dos suspeitos, de 29 anos, estava no local e ao ver a presença dos policiais, fugiu para dentro da mata.

Nesta quinta-feira (09) à tarde, ele se apresentou espontaneamente na Delegacia de Mirassol d’Oeste. Em entrevista preliminar, o suspeito caiu em em contradição nas informações prestadas e depois acabou confessando a participação no homicídio e deu informações sobre o outro envolvido no crime e indicou o local onde o corpo da vítima foi ocultado.

O delegado Matheus Prates explicou que o suspeito informou que no dia da festa em Curvelândia, os dois envolvidos no homicídio fizeram uso de drogas e depois foram até uma área mais afastada da cidade, onde há um milharal. No local, houve uma discussão entre a vítima e o outro suspeito, de 34 anos, motivada por ciúmes, uma vez que ambos tiveram um relacionamento anterior de nove anos.

Um dos suspeitos segurou a vítima, quanto o outro, com quem ele teve um relacionamento, foi a pessoa responsável em desferir os golpes com um pedaço de madeira.

O delegado encaminhou representação à Justiça pela prisão preventiva dos autores do crime, que foi deferida na noite de quinta-feira. Após exames de corpo de delito, a dupla será encaminhada a uma unidade prisional. Eles responderão por homicídio com qualificadora em feminicídio.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui