BURACOS E MAIS BURACOS

0
8

RECUPERAR ESTRADAS

SERÁ O PRIMEIRO

GRANDE DESAFIO

DE TAQUES,

AVALIA VICTÓRIO

O deputado federal eleito Victório Galli (PSC) disse que vai sugerir ao governador eleito Pedro Taques (PDT) que realize, nos primeiros dias de governo, uma expedição pelas rodovias estaduais, para executar um plano emergencial de recuperação. “Uma Expedição Marechal Rondon, avaliando os trechos mais críticos, definindo prioridades e, mãos à obra!”.
         A sugestão de Victório é em razão de recente pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), onde Mato Grosso aparece com a quinta pior malha viária do País. “O estudo da CNT aponta qual será o primeiro grande desafio que o governador eleito Pedro Taques terá que enfrentar”, disse Victório.
QUEIJO SUIÇO - ESTRADAS...
QUEIJO SUIÇO – ESTRADAS…
         “Para quem conhece as estradas de Mato Grosso, a pesquisa da CNT não mostra nenhuma novidade. Agora, o deplorável nessa história toda é que estamos falando do Estado que ocupa o ranking de maior produtor de grãos do País e que cresce de forma espetacular no setor de agroindústrias. A situação das nossas rodovias poderia ser bem melhor”, avalia Victório.
         Depois das rodovias de Mato Grosso, as outras quatro piores são do Amapá, Acre, Amazonas e Pará. Os 798 km em Mato Grosso, sob gestão do Estado foram avaliados como regulares, ruins ou péssimos. Quanto às rodovias federais, 82% tiveram classificação regular ruim e péssimo.
Dos 4.574 quilômetros de rodovias de Mato Grosso analisados pela CNT, 85% apresentam algum tipo de deficiência, sendo classificados como regular (43,9%), ruim (32,6%) e péssimo (9%).
O estudo da CNT aponta os maiores investimentos nas regiões Sul e Sudeste. Para Victório, Mato Grosso, que desponta na vanguarda do desenvolvimento do País, contribuindo para o crescimento do Produto Interno Bruto, não recebe a devida atenção do governo federal.
“Temos que mudar esse retrato. Agora, no que toca à nossa responsabilidade, a situação precisa melhorar o mais rapidamente possível. E esse tem que ser um compromisso de todos nós”, afirmou o deputado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui