FETHAB

0
1

AMM

Taques convoca 141

prefeitos para

encontro dia 3;

deputados inclusos

Foto José Medeiros/Secom

taques neurilan chiquinho do posto.jpg

Governador Pedro Taques em reunião com os representantes dos municípios

Patrícia Sanches

O governador Pedro Taques (PDT) decidiu estreitar a relação com os municípios e convidou os 141 prefeitos para reunião no próximo dia 3 de fevereiro. O encontro será realizado no Palácio Paiaguás e contará com a presença dos 24 deputados estaduais e 8 federais que serão empossados dia 1º. O anúncio foi feito durante audiência com o presidente da AMM Chiquinho do Posto (PSD) e com o prefeito de Nortelândia Neurilan Fraga (PSD), que assume a  presidência da Associação em 26 de fevereiro.

Taques mandou chamar Chiquinho do Posto e Neurilan quando foi informado que os dirigentes da AMM estavam na Casa Civil. Os prefeitos foram recebidos pela adjunta de Relações Públicas Paolla Reis.

Buracos... muitos buracos! Isso exige ação enérgicas visto que o dinheiro é pago execução dos reparos...
Buracos… muitos buracos! Isso exige ação enérgica visto que
o dinheiro é pago para a execução dos reparos…

Taques pretende abordar dois assuntos na pauta da reunião com os 141 prefeitos e parlamentares de Mato Grosso. Na pauta, serão incluídos o Fethab e os repasses aos municípios.

A AMM luta na Justiça para derrubar a liminar interposta pela Aprosoja e Famato que suspende a destinação de 50% dos recursos do Fethab aos municípios, conforme legislação aprovada pela Assembleia. Com a decisão judicial, os prefeitos deixam de receber cerca de R$ 260 milhões para recuperação de estradas vicinais e pontes.

Em relação aos repasses, o governo do Estado já destinou R$ 54 milhões aos municípios desde o inicio da gestão Taques. Os recursos são referentes a áreas essenciais como saúde, educação e transporte escolar.

De posse dessa imagem não precisa dizer nada quanto ao emprego do Fethab
De posse dessa imagem não precisa dizer nada
quanto ao emprego do Fethab

Segundo Neurilan, ainda existem restos a pagar na área da saúde na ordem de R$ 43 milhões. “Na reunião, será apresentado o calendário de regularização dos repasses. Nós precisamos dos recursos o mais rápido possível. O governador está sinalizando uma gestão de muito diálogo. Isso é positivo”, concluiu.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui