PREFEITO 2016

0
49

Doutor Sérgio Toro é

candidato a Prefeito 2016

Filiou-se ao PDT para disputar prefeitura de Cáceres

com apoio de Deputado Dr. Leonardo

Será que isso procede ou, de repente, Dr. Leonardo deu uma peia em Sérgio Toro? Já vimos essa novela antes... O jogo está apenas começando, tanto que existe o irmão de Leonardo cogitado ao mesmo cargo... Pergunta-se: Leonardo realmente é Sérgio?
Sérgio Toro ao lado de Leonardo. O Assessor Artista Plástico, Carlinhos Viana
exibe ficha de filiação ao PDT
Foto João Arruda

João Arruda

Apontado até o momento como único pré-candidato a prefeito de Cáceres, o médico Sergio Arruda, assinou na noite da ultima quarta-feira (18) em Cuiabá a ficha de filiação ao Partido Democrático Trabalhista (PDT). Ele, segundo informações da cúpula da sigla obteve a unção do deputado estadual Leonardo Ribeiro e do governador Pedro Taques, ambos integram a mesma agremiação partidária.
 
Sergio Arruda, é natural de Cáceres, atua como cardiologista há mais de 20 anos no município, prestando serviços na rede publica de saúde, revelou que se sente motivado para disputa do cargo de prefeito em outubro de 2016. Ele teria até o final de setembro para definir a sua filiação, optou por antecipar essa definição, optando pelo PDT, depois de ter sido assediado por pelo menos quatro outras siglas que lhe teriam franqueado o ingresso para concorrer a sucessão municipal. “Tenho um compromisso firmado com deputado Leonardo e demais lideranças do PDT de Cáceres, agora resta aguardar os prazos estabelecidos pela legislação eleitoral para enfim homologar a candidatura”, Sérgio disse ainda que evitou deixar para ultima hora para não repassar aos seus correligionários indefinição, o que segundo, atrapalha e confunde a população.
 
Sergio, acrescentou ainda não faz campanha extemporânea, e que está exercendo o seu direito de cidadão em um regime democrático, e que outros postulantes também possam exercer essa prerrogativa, assim ofertando um leque maior de opções ao eleitorado local. Ele citou alguns exemplos de indecisões já registradas em Cáceres em os candidatos foram barrados de ultima hora, apontando as convenções tucanas em 2000, quando a maioria  dos convencionais foi  “confinada” nas “Brumas da Chapada” somente regressando para a votação já previamente acertada. Noutra situação o PSB também acabou derrubando o pré-candidato a prefeito em 2012.
 
Para o pré-candidato a prefeito em Cáceres, as propostas e ações tem que ser claras transparentes de maneira que a população possa acompanhar e entender todo o procedimento daquele que postula cargos públicos. Sérgio acrescenta ainda que para a eleição de 2016, serão aplicadas alterações na legislação eleitoral, especialmente nas chamadas coligações proporcionais.A cidade atualmente é administrada pelo empresário Francis Maris Cruz, do PMDB, que não confirmou, mas também não negou, devendo portanto concorrer a segundo mandato. Nos meios políticos há rumores que os ex-prefeitos Ricardo Henry (PP) e  Tulio Campos (PSB) devem ingressar no embate eleitoral de 2016.Outro que se comenta com possível candidato é o atual presidente da Câmara de Cáceres Marcinho Lacerda, porém nesse caso teria que convencer o atual prefeito de que ele, Marcinho seria melhor opção que o atual mandatário do COC.Nesta semana foi citado o fiscal e tributos Renato Fidelis como outro possível concorrente a sucessão de Francis. A reportagem não localizou Renato.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui