ZPE: SONHO REAL

0
4

PROGRESSO

 

PEDRO TAQUES

VAI CONSTRUIR

ZPE DE CÁCERES

 

Governador determina estudo

para identificar a viabilidade

de investimento na ZPE,

que é de R$ 12 milhões

 

O SONHO VAI SE REALIZAR... Foto Lucas
O SONHO VAI SE REALIZAR… Foto Lucas
SECOM
O governador de Mato Grosso, Pedro Taques, começou a elaborar uma série de ações para expandir o desenvolvimento econômico do Estado com a participação dos setores econômicos. Uma delas é a concretização da Zona de Processamento e Exportação (ZPE) de Cáceres, na região oeste, como meio de ampliar exportações. A área de livre comércio com o exterior existe há 25 anos e até hoje não foi concretizada. 
Para tornar a ZPE uma realidade e definir outras medidas que visam o desenvolvimento econômico, Taques convidou as entidades ligadas ao segmento para uma reunião em seu gabinete na terça-feira passada (20.01), ontem, a fim de ouvir as principais demandas das instituições. Na ocasião, uma das principais determinações foi a realização de um estudo para identificar a viabilidade de investimento na ZPE, que é de R$ 12 milhões. Os resultados devem ser apresentados no prazo de 10 dias pelo secretário de Fazenda, Paulo Brustolin. 
Em ritmo de festa... ZPE de  muitos anos é realidade...
Em ritmo de festa… ZPE de muitos anos é realidade…
Taques também falou sobre a desindustrialização do Estado e ressaltou a importância de debater o assunto com o empresariado. Além disso, reforçou a criação de uma agenda de desenvolvimento com a finalidade de atrair investimentos de outros estados, sendo que uma das formas para isso é a concretização da ZPE de Cáceres. “O impacto não será apenas para a região oeste, mas para todo o Estado. Precisamos abrir o campo para o oeste e, para isso, já fizemos contato com o embaixador da Bolívia e ele virá junto com o governador de Mato Grosso do Sul para uma agenda sobre o desenvolvimento da fronteira do Brasil com aquele país”, enfatizou. 

 

O prefeito de Cáceres, Francis Maris, pontuou que a implantação da ZPE trará impactos para todo o Estado. “Hoje tivemos a satisfação de ouvir do governador que a ZPE passa a ser uma realidade. Nossas indústrias estão mudando para o Paraguai em função dos incentivos que têm lá. Então, com a criação da ZPE, com certeza essas indústrias poderão retornar para Mato Grosso gerando emprego, renda e impostos”. 

 

INCENTIVOS FISCAIS – Durante o encontro, o governador também destacou medidas que já foram tomadas para tratar de outros pontos, como a recente publicação das portarias que determinam a criação de comissões pelas secretarias de Desenvolvimento Econômico, Fazenda e Controladoria. O objetivo é debater com os setores empresariais, formas para atrair investimentos evitando a saída de indústrias do solo mato-grossense para outros estados e países, e ainda, novo sistema tributário para o Estado e política de incentivos fiscais. 

 

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo, afirmou que os incentivos fiscais são importantes para Mato Grosso, mas que devem ser vistos como mais uma ferramenta. “O que precisamos é desenvolver dentro do Estado uma política de atração de investimento, onde o incentivo fiscal entra como ferramenta para isso. Outro conceito é: não vamos construir essa nova política de forma unilateral. Por isso vamos convidar o setor empresarial para nos ajudar nesse modelo”. 

VALEU O PEDIDO EM ÉPOCA DE CAMPANHA...
VALEU O PEDIDO EM ÉPOCA DE CAMPANHA…

O presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso (FACMAT), Jonas Alves de Souza, ressaltou a preocupação do governador Pedro Taques em ouvir e dialogar com empresários, principalmente no que se refere à substituição tributária e das melhorias na legislação tributária “que são necessárias para que possam desenvolver sua atividade com tranquilidade, sem ter grandes problemas”. 

 

Para ele, um dos principais pontos da reunião foi o compromisso de restabelecer o Conselho do Contribuinte. “É muito importante que o Governo nos escute e traga essa solução para os empresários”, enalteceu. Os conselhos de Desenvolvimento de Mato Grosso e o do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) também serão reativados por Taques. 

 

Além da FACMAT, participaram da reunião Federação do Comércio de Mato Grosso (Fecomércio), Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (FIEMT), Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Mato Grosso (OCB), Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Ordem dos Advogados (OAB), deputado federal eleito Fábio Garcia e o deputado estadual eleito Leonardo Albuquerque.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui