AUDIÊNCIA PÚBLICA

0
2

DEPUTADOS

Segurança na fronteira

será tema de

audiência pública

Deputado Federal Ezequiel Fonseca convicto de que a Universidade Federal do Estado de Mato Grosso será implantada em Mirassol d´Oeste Foto Assessoria
Deputado Federal Ezequiel Fonseca
Foto Assessoria
Assessoria
Segurança pública na faixa de fronteira será tema de audiência pública na Câmara dos Deputados. Organizada pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional e requerida pelo deputado federal Ezequiel Fonseca (PP-MT), a audiência vai contar com a participação de representantes dos Ministérios das Relações Exteriores e da Defesa, do Departamento de Polícia Federal, da Agência Brasileira de Inteligência e do prefeito do município de Cáceres, Francis Maris Cruz.
 
A audiência será realizada na próxima quarta-feira (15), às 14h30, na Câmara dos Deputados. 
 
De acordo com o deputado Ezequiel, o evento vai aprofundar o debate sobre a atual situação, potencial e perspectivas do problema, reunindo autoridades e lideranças que dominem o assunto e que possam oferecer ao parlamento brasileiro uma visão do atual cenário e a possibilidade de contribuir com novas ideias e sugestões pertinentes à área.
 
“Trata-se, sem dúvida, de tema da mais alta relevância, uma vez que dentre os problemas que ameaçam a segurança nas regiões fronteiriças, destacam-se os homicídios, a economia das drogas ilícitas, o tráfico de pessoas e a imigração ilegal de estrangeiros, cujos efeitos atingem os grandes centros urbanos e a sociedade brasileira com um todo”, observa o Ezequiel Fonseca.
 
Dentre os principais problemas apontados na região fronteiriça  podemos constatar a insegurança jurídica da estrutura fundiária, limitação de investimentos estrangeiros e a não implantação de obras de infraestrutura e transporte, fato que afasta os cidadãos de uma vida digna. 
“Vamos fazer um grande debate, pois essa discussão não vai atender apenas Mato Grosso, mas outros países que estão nessa faixa com uma população que ultrapassa 10 milhões de pessoas, nós que moramos nos municípios que estão nessa faixa, sabemos dos inúmeros problemas existentes”, reitera o deputado progressista.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui