PONTES E LACERDA: Operação Alfeu “acaba” com garimpo ilegal de ouro em terra indígena

0
1

 

 

 

 

_210762_604ba09ce1fe5

 

 

 

 

[dropcap]A [/dropcap]Polícia Federal deflagrou, ontem – sexta-feira (12) a segunda fase da Operação Alfeu, com objetivo de desocupar a área do garimpo de ouro na terra Indígena Sararé, em Pontes e Lacerda. Ainda por ser ilegal, a Operação cumpriu a ordem de apreender os instrumentos empregados na exploração clandestina do minério dourado.

 

A retirada dos garimpeiros pela Justiça de Cáceres recebeu apoio de aproximadamente 50 policiais federais e mais de 100 militares do Exército Brasileiro, que leva o nome de operação ‘Verde Brasil’.

 

Nas manobras aparatos de helicópteros, mini heli-drones e satélites captando os melhores registros. Também a Polícia Federal somou nos trabalhos. Lá os especialistas em explosivos, levando aos ares maquinários dos garimpeiros irregulares. A ordem era instalar explosivos capazes de destruir totalmente os maquinários. Os militares, segundo informações dos responsáveis – já soma-se três operações da Polícia Federal de Explosivos no que tange a garimpos ilegais.

 

Nesse tipo de trabalho policial, pautado pela Justiça, em especial na Operação Ouro Sujo, somando com a terceira fase da Operação Papagaio de Ouro – quatro garimpeiros foram presos.

 

Enfatizando a aplicabilidade dos explosivos, dá-se em destruir os maquinários, porque os garimpeiros voltam a ocupar o local como se nada estivesse acontecido. Então, “sem maquinários, dificulta o retorno ao garimpo”, disse.

 

.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui