VIABILIDADE ECONÔMICA

0
7

ESTRUTURAÇÃO

ZPE R$ 26 milhões de reais

Secretário Seneri Paludo, que está à frente do estudo de "viabilização". Foto Divulgação
Secretário Seneri Paludo, que está à frente do estudo de “viabilidade”.
Foto Divulgação

SEDEC

O vice-governador Carlos Fávaro e o secretário de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Seneri Paludo, conduziram ontem a segunda reunião da comissão criada para fazer o levantamento da viabilidade econômica para a implantação da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Cáceres.
“O governador Pedro Taques reconhece a importância da região para o desenvolvimento socioeconômico do Estado e pediu para sentarmos com empresários, prefeito e parlamentares para discutirmos a implantação, mas com os pés no chão e sem falsas promessas. Afinal são cerca de 20 anos que a ZPE foi criada sem funcionar efetivamente”, afirmou o vice-governador.
 
O secretário Paludo reforçou que a Sedec está reavaliando as condições para que a ZPE possa ser uma fomentadora do desenvolvimento regional no Estado.
“Para viabilizar a ZPE são necessárias três ações conjuntas. É preciso que ocorram investimentos na estrutura física, aceleração do processo de viabilização da navegação pela Hidrovia Paraguai-Paraná e a criação de uma política de atração de investimentos”, pontuou.
 
Paludo informou ainda que no momento a fase é de planejamento e que a Secretaria de Cidades (Secid) está recalculando o valor de R$ 12 milhões inicialmente estimados pela prefeitura para erguer a estrutura do Distrito da ZPE. Outros R$ 14 milhões seriam de investimentos no entorno, para a infraestrutura de acesso ao local.
“Estamos discutindo a estruturação de um projeto consistente e que é de responsabilidade de todos os entes, o que engloba a sociedade organizada, empresários, governo municipal, Câmara de Vereadores, Assembleia Legislativa, Câmara Federal e o Governo do Estado”, ponderou o vice-governador.
 
A abertura de espaço dada pelo Executivo Estadual para as discussões sobre a ZPE foi elogiada pelo presidente da Associação Brasileira de Zonas de Processamento de Exportação (Abrazpe), Helson Cavalcante Braga.
“É uma satisfação ver o envolvimento dos governos do Estado e do município de Cáceres nesse processo, pois estão reconhecendo a importância estratégica da região para o desenvolvimento de Mato Grosso”.
 
Braga informou que tramita no Congresso Nacional um projeto de lei com mudanças significativas que deverão impulsionar a implantação das ZPEs no país. Entre elas está a redução de 80% para 60% a obrigatoriedade da produção ser destinada à exportação.
 
O prefeito de Cáceres, Francis Mares, anunciou que no dia 15 de março a prefeitura, em parceria com o Conselho de Desenvolvimento Econômico, realizará um workshop para tratar do planejamento do município para o aumento da demanda por serviços.
“Cáceres precisa estar preparada para atender o crescimento da procura por moradia, saúde, entre outros serviços públicos”.
 
Participaram da reunião os deputados estaduais Wancley Carvalho e Leonardo Ribeiro Albuquerque, o deputado federal Ezequiel Fonseca, e representantes dos setores da indústria e agricultura do Estado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui