Vereadora Mazéh fala de “Campanha de Comunicação Educativa no Combate a Dengue”

0
60

ASSESSORIA

AVereadora Profª Mazéh Silva apresentou 2 Requerimentos e duas Indicações às Secretarias de Assistência Social, Saúde, Educação, Infraestrutura e Logística, sendo aprovadas por unanimidade pelos colegas Vereadores da Câmara Municipal de Cáceres.

VEJA:

Requer do Executivo Municipal, Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Assistência Social, Informações sobre Crianças que nasceram com microcefalia.

A microcefalia é um raro distúrbio neurológico no qual o cérebro da criança não se desenvolve completamente. Com isso, o tamanho da cabeça é menor do que o esperado.

A microcefalia pode estar presente no nascimento ou pode ser adquirida nos primeiros anos de vida. A criança com microcefalia geralmente tem diferentes graus de deficiência intelectual, assim, um pequeno percentual de crianças não terão nenhum tipo de atraso no desenvolvimento.

As crianças com essa condição também pode ter um atraso na fala e nas funções motoras, nanismo ou baixa estatura, deficiência visual ou auditiva, e/ou outros problemas associados com anormalidades neurológicas.


Indica Executivo Municipal, Secretaria Municipal de Infraestrutura e Logística, Patrolamento e Cascalhamento das ruas do Bairro São Lourenço.

Solicitação realizada pelos moradores do bairro São Lourenço, em relação as ruas que não são asfaltadas, quando das chuvas alagam e ficam cheias de lama e no tempo seco é tomada pelos buracos e pela poeira.


Indica Executivo Municipal, Secretaria Municipal de Saúde e Vigilância Epidemiológica, “Campanha de Comunicação Educativa no Combate a Dengue”.

Todos os anos a população cacerense sofre com a Dengue, causando muitos transtornos e sobrecarregando o sistema público de saúde.

De acordo com o Boletim Epidemiológico esses mais de 757 mil casos em 2022 no Brasil, são dados alarmantes e trabalhar a prevenção através da conscientização da população no combate ao Aedes aegypti, desenvolvendo campanhas educativas principalmente com alunos da rede pública, seja uma estratégia a ser adotada de imediato pela SMS e Vigilância Epidemiológica do município de Cáceres.


Requer do Executivo Municipal, Secretaria Municipal de Educação, Setor de Transporte, Informações quanto aos motoristas do transporte escolar municipal.

Dirigir transporte escolar exige muito preparo, atenção no trânsito e cuidado, afinal, o condutor será responsável não apenas por ele mesmo, mas, por crianças, adolescentes e os demais no trânsito – uma responsabilidade que deve ser conquistada.

Todo condutor deve: ser maior de 21 anos; ser habilitado pelo Detran na Categoria D; estar isento de qualquer infração gravíssima ou ser reincidente em infrações médias durante os últimos 12 meses; ser aprovado em curso de especialização nos termos da regulamentação do CONTRAN; estar em dia com o exame toxicológico de larga janela de detecção, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro CTB Capítulo XIII – DA CONDUÇÃO DE ESCOLARES Art. 138.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui