Vereadora Professora Mazéh Silva (PT) faz importantes indicações no âmbito da Assistência Social

0
6

transferir (1)

[dropcap]N[/dropcap]esta semana a parlamentar Mazéh do Partido dos Trabalhadores fez duas indicações referentes a demandas da Secretaria Municipal de Assistência Social, onde indica ao Poder Executivo que seja aberto Edital de Chamada Pública para Processo Seletivo Simplificado para contratação de servidores a serem lotados na Secretaria Municipal de Assistência Social, especificamente nos Centro de Referência em Assistência Social – CRAS e Centro de Referência Especializado em Assistência Social – CREAS, para suprir demanda de atualização cadastral e atendimento de famílias que necessitam dos programas oferecidos por estes. Indica também à Prefeitura Municipal de Cáceres que seja criado uma metodologia de cadastramento de famílias em situação de vulnerabilidade, extrema pobreza e violação de direitos em cadastro próprio, por meio de aplicativo, disponibilizado à Secretaria Municipal de Assistência Social, a fim de possibilitar uma visualização ampla da real situação municipal.

A pandemia da Covid-19 agudizou a pobreza que recaia nas populações vulneráveis do país todo. Hoje são milhares de famílias vivendo na pobreza ou na extrema pobreza, em situação de vulnerabilidade alimentar, sem emprego formal ou renda. Fatores como estes trouxeram demasiadas demandas ao setor da Assistência Social, além de, demonstrar o quão é importante o nosso Sistema Únicos de Assistência Social – SUAS.

O aumento significativo das demandas, bem como, a necessidade de implementação de estratégias e medidas de combate e resposta às consequências sociais da pandemia, sobrecarregou sobremaneira os servidores que atuam hoje nos CRAS e CREAS. Fato exposto na dificuldade apresentada pela SMAS de acompanhar, encaminhar e aplicar os benefícios e auxílios disponibilizados neste momento. Os dados apresentados pela SMAS são assustadores, mas sofrem de subnotificação, isto, porque o quadro de funcionários é ínfimo perto da demanda que o momento tem nos colocado. São dois anos sem atualização verossímil que possa de fato nos dar ideia das consequências da pandemia, do desemprego, do empobrecimento e é preciso respostas.

”É de suma importância que a Prefeitura Municipal faça um estudo do lotacionograma da SMAS e apresente um Processo Seletivo Simplificado que contrate mesmo que por tempo determinado servidores para atuarem nesse momento, agilizando a atualização cadastral das famílias e cidadãos em situação de vulnerabilidade, pobreza extrema e em violação de direitos.  Já em relação ao cadastro municipal da assistência social sugerimos que a Prefeita Eliene Liberato promova diálogo com a Universidade do Estado de Mato Grosso – UNEMAT, que já disponibilizou aplicativo para cadastramento de pessoas para vacinação, e pensem juntos o que pode ser disponibilizado à SMAS, e, seus servidores para que possam cadastrar as famílias no intuito de garantir o aperfeiçoamento da, já, fundamental atuação destes servidores municipais. Bem como, facilitando na condução dos benefícios e estratégias de proteção social disponibilizado” justifica Mazéh.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui