Mulheres de Cáceres são Destaques no Prêmio Estadual “Tereza de Benguela”

0
423

Seis (06) mulheres de Cáceres, foram indicadas ao 1º Prêmio Mato – Grossense Tereza de Benguela promovido pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso e Coletivo Herdeiras do Quariterê de Vila Bela da Santíssima Trindade.

Em sua primeira edição em 2021 o prêmio visa reconhecer a contribuição de Mulheres Negras em diversas áreas. Dentre as categorias da premiação estão: Cientista Destaque; Projetos Inovadores Afro Cultura; Cultura e Arte; Política; Ativista; Líder Equidade Racial; Afroempreendedorismo Destaque; Quilombola Griot; Axé Terreiros; Jovem Tereza Destaque; Resistência; Líder Coletivo; Liderança Quilombola Destaque; Ativistas do Direito; Jovem liderança LGBTQI A+; Ancestralidade; Jovem Produtora Cultural – Áudio Visual; Música Afro; Artes Visuais; Mulher Política em Terras Quilombolas; Atuação intergeracional; Produção Coletiva de Literatura Negra em Matogrosso.


A programação da Premiação conta com a sessão solene especial de monções e também de honraria ancestral que será realizada no dia 18 de novembro na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Haverá um lindo show com a Cantora Ana Cacimba e performance no Hall do Teatro Zulmira Canavarros. Um delicioso coquetel para comemoração. As PREMIADAS da noite receberão uma linda estatueta.

Conheças as Mulheres de Cáceres indicadas ao prêmio:

Franciléia

Franciléia Paula de Castro – Categoria: Cientista Destaque
É Cacerense, pantaneira, engenheira agrônoma formada na UNEMAT, tem mestrado em Saúde Pública-FIOCRUZ, é pesquisadora em agroecologia e agricultura tradicional e atua na ONG FASE na assessoria a comunidades rurais em Mato Grosso, é co-fundadora do Coletivo de Mulheres Negras de Cáceres – MT.

Géssica

Géssica Pereira – Indicada em duas Categorias: Jovem Produtora cultural – Áudio Visual; Projetos Inovadores Afro Cultura. É Cacerense, ativista, acadêmica no curso de letras pela UNEMAT, atuou no Núcleo de Estudos de Gênero, Raça e Alteridade- NEGRA, é a idealizadora do projeto 1ª Mostra Black Rainhas 2021, que teve como objetivo de promover a visibilidade à valorização da cultura negra em Cáceres-MT.

Paula

Paula Mendes dos Santos – Categoria: Ativista Mulher preta, rural, professora da área de ciências naturais licenciada em Biologia, Tecnóloga em Biocombustíveis, pós graduada em Educação Ambiental. Ativista política das questões de gênero e raça. Membra da diretoria do Coletivo de Mulheres Negras de Cáceres. Assessora Parlamentar na Câmara Municipal.

Sara

Sara Cristina Martins da Silva– Categoria: Ativistas do Direito, Graduada em Direito, especialista em Direitos Humanos e mestranda em Política Social pela UFMT. Presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB Cáceres, e Presidenta do Coletivo de Mulheres Negras de Cáceres/MT.

Mazéh

Mazéh Silva – Indicada em Três Categorias: Política, Resistência, Líder Coletivo.
É Pedagoga, Profa. Antirracista da Rede Pública nas escolas periféricas de Cáceres. Especialista e Relações Raciais no Brasil, 1ª Vereadora Negra (PT) eleita para o Legislativo de Cáceres. É Coordenadora do GEPRER (Grupo de Estudos para a Educação Étnico Raciais) Co-fundadora do Coletivo de Mulheres Negras de Cáceres. Apoiadora do Afroescola (Grupo de Dança Afro).

Maria Dalva

Maria Dalva de Campos Pereira – Categoria: Liderança quilombola destaque
Quilombola Pita Canudos- Mulher Negra, rural, auxiliar de enfermagem, hoje presidente da Associação do Quilombo Bebedouro, membra da Cooperativa Mulher Flor do Pantanal, Cáceres MT.

Por: Comunicação Coletivo de Mulheres Negras de Cáceres – CMNC

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui