UNIÃO DE PELES

0
6

QUARTA-FEIRA

II Semana da

Consciência Negra

QUÃO BOM E QUÃO SUAVE QUE TODOS VIVAM EM UNIÃO
QUÃO BOM E QUÃO SUAVE QUE TODOS VIVAM EM UNIÃO

Emília Maia

Quarta-feira, 19, será realizada a abertura oficial da II Semana da Consciência Negra: Escolas e movimentos sociais em Cáceres na luta contra o racismo e a discriminação racial. Após a abertura que começa às 19h30, na quadra da E.E. Doutor José Rodrigues Fontes, haverá a Feira do Conhecimento com intercâmbio de trabalhos de história e cultura afro-brasileira mais exposição de religiões afro-brasileiras e de instrumentos musicais da capoeira abertos para toda comunidade.

Participam da organização do evento a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat); o Grupo de Estudos para Educação das Relações Étnico Raciais (Geprer); 15 escolas de Cáceres, entre municipais e estaduais; e, movimentos sociais. As atividades do evento acontecem desde o dia 13 e encerrarão no dia 20 de novembro. O público alvo são principalmente os estudantes do ensino fundamental e da Educação de Jovens Adultos (EJA) que já participaram da Mostra de Trabalhos: Diversidade, Lei 10.639/03, Ações relacionadas à promoção da igualdade racial, a partir das ações do Geprer e das escolas ligadas ao Grupo.

Durante todo o dia de segunda-feira os estudantes tiveram a oportunidade de visitar a comunidade quilombola Canto do Agostinho em Poconé, e participaram de oficinas promovidas pelo Geprer (chaveiros étnicos, pinturas e tranças) e em parceria com a E.M. Jardim Guanabara (desenho), Afroescola (danças) e Trupe Contadores de História (contar histórias).

O professor da disciplina Educação e Diversidades do curso de Pedagogia da Unemat em Cáceres, que é representante da Universidade no conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial e pesquisador das comunidades negras rurais de Mato Grosso desde 2000, Antônio de Moura, explica que a Unemat como formadora de professores traz a discussão para os futuros profissionais que ajudarão a diminuir a evasão escolar dos jovens negros assim como promover junto a eles o reconhecimento e a valorização de suas origens. E ressalta a lei 10.639/03. “Essa lei determina o ensino da história e da cultura afro-brasileira nos ensino fundamental e médio público e privado.”

Com ações como a II Semana da Consciência Negra o professor acredita em resultados efetivos. “Este evento é uma busca maior da relação entre a Universidade, as escolas e os alunos. Ele propicia de fato um feedback entre teoria e prática no ensino da história afro-brasileira e consequentemente na diminuição da discriminação racial nas escolas”, concluiu Moura.

Confira a programação:

Parte 1 – dirigida aos estudantes do ensino fundamental e da EJA.
Dias 17 e 18
Sessões de Cinema, nos períodos matutino e vespertino, com os filmes “Invictos” e “A princesa e o sapo” (infantil) no Cine Xin.
Dia 19
8h – Palestra e teatro voltados para as adolescentes negras com os temas “Vozes negras femininas” e “Empoderamento das Mulheres” e inscrições para a 1 Marcha Estadual das Mulheres Negras de Mato Grosso, no auditório do Hospital Regional.
14h – Torneios dos jogos interescolares na quadra da E.E. Dr. José Rodrigues Fontes
Parte 2 – dirigida a toda comunidade.
Dia 19
19h30 – Abertura Oficial;
20h – Feira do Conhecimento e Exposição de religiões e instrumentos musicais na quadra da E.E. Dr. José Rodrigues Fontes
Dia 20
20h30 – Apresentações culturais com Desfile da Beleza Negra, Capoeira, Siriri e Cururu de raiz das comunidades Quilombolas de Poconé e depoimentos da Comunidade Pitacanudo sobre sua história e reconhecimento como Quilombolas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui