DÍVIDAS DO EXECUTIVO CACERENSE

0
2

Relator da CCJ quer

inserir recomposição de

perdas salariais dos servidores

no orçamento de 2015

Assessoria

Deu entrada na última Sessão da Câmara de Vereadores de Cáceres, o Projeto de Lei nº 49 de 2014, que estima a receita e fixa a despesa do município para o ano de 2015, que prevê uma receita de mais de R$ 200 milhões de reais.

EDMILSON CAMPOS, RELATOR
EDMILSON CAMPOS, RELATOR

A matéria está tramitando nas Comissões para depois ser levada a Votação em Plenário. Atendendo a um pedido do Sindicato dos Servidores Municipais (SSPM), o Vereador Edmilson Campos (PR), Relator da Comissão de Justiça, Trabalho e Redação (CCJ), vai propor uma emenda inserindo na peça orçamentária a previsão de 22% de recomposição de perdas salariais.

O percentual, segundo o parlamentar, consta da planilha apresentada pelo município a Justiça, em resposta a uma condenação referente a uma ação de greve de 2008.

‘Na verdade, vamos corrigir uma falha. Se o município confessou que deve isso aos servidores, então a previsão de pagamento deve figurar no Orçamento, mesmo que por falta de recursos não seja executado’, explicou o Vereador.

Na mesma Sessão, Edmilson emitiu parecer favorável a aprovação do Projeto de Lei nº 38 de 2014, em que o município pede autorização legal para parcelar em 48 vezes, um divida de mais de R$ 5 milhões de reais com a Cemat.

A medida teve que ser adota as pressas porque após mais de um ano a Cemat conseguiu derrubar uma liminar que impedia o corte do fornecimento de energia por falta de pagamento. Desde que assumiu a atual administração não paga a conta.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui